Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Lilian Garcia de Paula CRP 06/77515 Psicóloga mestre formada pela Universidade Mackenzie com mestrado em psicologia clínica pela PUC -SP. Aprimoramento pela Fundap - Cratod em Dependências e Saúde Mental e Pós graduação em Abordagem Junguiana pela PUC SP. Clínica localizada em Perdizes/ Barra Funda prox ao metrô Barra Funda - adultos, adolescentes, idosos e casais. Psicóloga com experiência em situações de crise, abrigamentos e coordenação de equipe. 99964-8509 / 2503-1390

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Monografia Especialização - Resumo

PUC/SP – COGEAE A LENDA DE MULAN: A JORNADA DA MULHER E DO FEMININO Monografia apresentada ao Cogeae – PUCSP para obtenção do título de Especialista em Abordagem Junguiana: Leitura da Realidade e Metodologia de Trabalho. ORIENTADORA: Profa. Heloísa Dias da Silva Galan. RESUMO:O objetivo dessa pesquisa foi verificar o processo de transformação da consciência coletiva no sentido de um movimento de mudança para a incorporação do feminino em nossa sociedade e de novos potenciais na identidade da mulher. Para tal, foi realizada uma pesquisa qualitativa embasada nos pressupostos da psicologia analítica de Jung. O método simbólico arquetípico refere-se ao método de investigação que considera tanto os conteúdos manifestos quanto os não manifestos vinculando a realidade concreta e a abstrata. A Partir dessa análise pudemos perceber a relação entre a jornada do feminino e da mulher e os mitos e contos de fadas, apresentados em forma de filmes na atualidade. Foi utilizado como recurso metodológico o filme Mulan da Disney que foi embasado em um conto chinês do século V. Também foi realizada uma pesquisa bibliográfica que abordava a questão do feminino e da mulher desde o início dos tempos até a atualidade. A análise simbólica do filme Mulan nos mostrou o quanto os filmes abarcam, na atualidade, questões arquetípicas como antigamente era colocado à sociedade através de contos de fadas e da mitologia. Mulan traz em sua história o processo de desenvolvimento da sociedade perante a necessidade de reincorporação do feminino através da jornada da heroína em que se consegue uma ampliação na consciência individual e cultural. Assim, pudemos perceber que a reintegração do feminino na sociedade e na psique de cada um é essencial para que se consiga estabelecer uma relação de alteridade entre as pessoas, já que o contato com o feminino externo também permite o contato com o feminino interno, a anima. Palavras-chave: conto, filme, símbolo, feminino, mulher, ampliação da consciência. Caso tenha interesse em todo o trabalho, entre em contato comigo por postagem ou em meu email: lidepaula@yahoo.com.br.